Queimando bruxas (e o que restar do inverno)

Semana curta por aí?! Pois em boa parte do mundo também, creio eu. Comentei AQUI que 1° de Maio é mais do que apenas o feriado do dia do trabalho, é também dia do amor. Mas se engana quem pensar que esse é o único destaque dessa semana.

Antes que chegue maio, com todo o romantismo de Máj, temos de encarar as bruxas no último dia de abril:imageedit_10_8957805179

Não, esse não é um Halloween antecipado ou a versão tcheca de tal. Dia 30 de abril é quando, tal qual membros da inquisição, os tchecos mandam as bruxas para a fogueira. Ok, bruxinhas, nada a temer. Apenas a representação de uma bruxa há de virar cinzas.imageedit_2_6992658134

Mas os motivos para brincar com fogo passam longe dos da santa inquisição. A tradição tem um ‘Q’ de paganismo e pode até soar é um rito de passagem: um último adeus ao inverno. Explico. Acreditava-se que as bruxas se valiam do tempo frio para se manterem poderosas e fariam de tudo para que o inverno perdurasse. Portanto, queimando bruxas (ou seu vudu de pano, como de fato acontece) seria uma forma de queimar também os resquícios do inverno (tomara, tomara, amém).

E enquanto a bruxa pega fogo, por que não aproveitar para assar umas linguiças?

imageedit_6_8332397237

(em meio a toda fumaça, você consegue ver a pessoinha fazendo churrasco?)

S. Pedro não parece estar muito de acordo com a queima de bruxas esse ano, mas se a fogueira queimar o bastante pra dar fim nesse inverno já fico feliz 😉


As fotos são da festança no parque Ladronka no ano passado.
As informações culturais sobre a data eu obtive AQUI.

Anúncios