Magyar Virtuózok koncertsorozata

Sabe quando a gente é criança e a mãe nos veste com roupa de festa…a festa acaba, a gente volta pra casa mas não quer tirar aquela roupa por nada no mundo…como se aquela roupa ainda contivesse um pouco da alegria da festa…sabe?!

O desfecho da conferencia em Budapeste (sexta-feira)  foi um dia assim. Na verdade, uma noite: um concerto na Mátyás-Templomban.

A igreja, que fica nos limites do Castelo de Buda, por si só é um espetáculo.
E que vista…

In the neighborhood

Quando cheguei, garoava mas o céu continuava claro em Budapeste. Ignorando o cansaço da viagem, fui andar pela vizinhança do hotel.

Lembrando que a comida daqui é temperada, depois de uma noite mal dormida e comida de avião, achei que uma escolha segura seria Burger King. Escolhi o mais bonito do menu:FAIL!! Repara o pão…coberto de P Á P R I C A!!!
Moral da história: mesmo esses lugares de ‘comida enlatada’ podem te surpreender

Qualquer hora eu volto pra falar mais de Buda e/ou Peste.

Cheguei!!

06 de junho de 2010 eu partia para minha primeira viagem internacional. Surpresinhas da vida e, quase um ano depois, ‘refaço’ o caminho. Cá estou na Europa; Budapeste pela segunda vez.

Em uma breve caminhada pela cidade observei como tudo é mais bonito quando não se está com frio, cansada e com pressa…e tudo fica registradamente mais bonito quando se tem uma boa câmera (bom pra mim e pra vocês…rs)

E isso é só o começo…