Criando monstros (ou vamos falar de cadernos)

imageedit_1_6662685669

Pouca escrita por aqui, hein? Isso é mero reflexo do meu eu sem um journal em 2017. Até comecei um caderninho que (bobocamente) chamo “365 drops of happiness”. Ali venho coletando um paragrafo, uma frase ou uma palavra que represente aquilo que me fez sorrir a cada dia (so far so good). Mas um journal, com os detalhes suculentos (doces ou lacrimosos), esse ainda não aconteceu.

Claro que a urgencia de um journal aumenta com o fato de eu estar viajando. Aí entrei numa loja (com varias inutilidades maravilhosas) e comprei o caderno da foto.

Paginas em branco como gosto, tudo cheirando a novo… pergunta se escrevi?! NADA. Não consigo. Bloqueio criativo? Creio que não.

Se eu contar meus porquês, promete não rir?

Ok, lá vai… estou intimidada. Pois é, intimidada. A frase da capa que me pareceu tão esplendida, agora me assusta: “Caderno com superpoderes para ter grandes ideias”

Grandes ideas?! Eu?! Sou 1.59 m de pura dúvida.

Ainda preciso de um journal. Talvez para isso deva esquecer a liberdade das folhas brancas e aceitar andar na linha (mesmo que sejam apenas nas linhas de um caderno). Afinal o diário dos ultimos dias, minhas impressões de Santiago, agora seguem pelo correio nos cartões postais que despachei. Não posso continuar assim… haja cartões postais

Quanto a libreta con superpoderes?! Essa continuará na mesa, me atraindo e repelindo.

December reflections: My wish for 2017

… a job (to pay the bills) and my beloved Czech guy (to share the bills… hehe)imageedit_3_8570621311

Claro que há muito mais que desejo de 2017, quem não deseja…

– perder uns quilinhos
– dançar com mais frequência
– deixar de ser loira
– arrumar tempo na agenda pra dar um pulo no Brasil
– receber visitas da família
– ter meus artigos publicados
– ler mais James Rollins e também o recém-publicado livro do Zafón

Bom, talvez nem todo mundo compartilhe dos meus desejos sobre livros, artigos científicos e coloração de cabelo. Então me conte aí: 7 desejos para seu 2017.


Print.

Este post é minha participação no projeto December reflectionsproposto por Susanna Conway. Veja AQUI meus outros posts da série.

Since I moved to Bratislava

 

imageedit_2_8720641069Since I moved to Bratislava (272 days ago), I…

– spent 89 days out of Bratislava
– gave 13 lectures
– wrote (only) 39 blog posts
– read 15 books (including “Alice in wonderland”)
– started writing a journal with pen (and liked it)
– visited a number of castles and ruins
– walked 5+17+10 km in three days in the high Tatras
– sang “Gumdci medove” to keep the bears away (during the hike in Tatras)
– ate wild berries along the way
– saw the Sarajevo of Zlata
– had many (Bosnian & Slovak) ice-creams
– savored summery-breakfasts on our balcony
– cooked risotto funghi with the mushrooms we picked
– ate less popcorn, ate more nutella
– briefly sang “The sound of music” at Mirabell’s garden, in Salzburg
– danced to the 80’s-90’s music till 3 am
– spent my birthday in a SPA in Budapeste
– became (kind of) blond
– realized I was not born to be blond
– traveled by high-speed train in China
– tried some Chinese delicacies: duck’s tongue and preserved eggs
– treated myself daily with a shot of brandy (65% alcohol) while in China
– had an incredible allergic reaction (to shrimps?!)
– got a visit from my mother
– learned more about my family
– felt like home in Poznan, Poland
– bought a book at the airport to have some company
– was (surprisingly) open to people
– fell in love with my Czech guy (again)
– cried and made people cry
– smiled and made people smile too

🙂

December reflections: Something I love

Something I love?!
Acho que prefiro listar: Something I loved about 2016 in Slovakiaimageedit_2_3867176201

  • cair (literalmente) de amores pelos Tatras, as montanhas mais magnificas que meus olhos já viram. Nem me importei o joelho ralado e consequente cicatriz
  • (as brigas e) as certezas boas que ficaram
  • a máquina de lavar louça (ah, minha querida ❤ )

Print.

Este post é minha participação no projeto December reflectionsproposto por Susanna Conway. Veja AQUI meus outros posts da série.